Brócolos podem ajudar no tratamento do autismo

15/10/2014 18:21
Uma substância derivada dos brócolos pode aliviar os sintomas comportamentais clássicos em pessoas autistas, revela um estudo da Universidade John Hopkins (UJH), Baltimore, EUA, divulgado na passada segunda-feira.
 
A investigação publicada na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências norte-americana, revela que os participantes da investigação com condições do espetro autista (CEA) que receberam uma dose diária de sulforafano, composto químico presente nos brócolos, tiveram melhorias substanciais na sua interação social e comunicação verbal, visível através da diminuição de comportamentos repetitivos e ritualísticos.
 
O estudo contou com a participação de 40 jovens, com idades compreendidas entre os 13 e 27 anos, com graus de autismo de moderado a grave.
 
Após 18 semanas, os níveis de comportamentos repetitivos e de isolamento social desceram de 34 para 17 por cento, com respetivas melhorias em crises de irritabilidade, letargia, movimentos repetitivos, hiperatividade, conscientização, comunicação, motivação e maneirismos. 
 
 

Pesquisar no site

Contato

Associação Anjo Azul Quadra 104 Norte, Av. Juscelino Kubitschek 103
Plano Diretor Norte - Palmas-TO
CEP: 77006-014